Vença a procrastinação (de vez!) com ajuda da neurociência

Vamos para o terceiro mês do ano e a principal promessa para 2022 ainda é um desafio para muita gente: cumprir as metas e abandonar (de vez) a procrastinação.

Procrastinação é preguiça?

Para entender, e acabar, com a procrastinação é preciso entender por que procrastinamos.

A neurocientista do Método SUPERA – Ginástica para o cérebro, Livia Ciacci destaca que procrastinar é sempre adiar coisas importantes, sem ter um motivo real e mesmo sabendo das consequências que isso trará, a procrastinação acaba acontecendo.

Vença a procrastinação (de vez!) com ajuda da neurociência - SUPERA - Ginástica para o Cérebro

“No cérebro, a procrastinação é uma decisão consciente e intencional. Nosso cérebro sempre prefere as recompensas imediatas ao invés de esperar. Quanto mais distante o benefício da tarefa e o nível de dificuldade percebida, maior a tendência de procrastinar e mais difícil será resistir à decisão quase automática de fazer depois”, alertou.

Pausar para não procrastinar

 Os procrastinadores crônicos geralmente são pessoas que dependem muito de sentir vontade de fazer o que precisa ser feito. 

Aprender que você não vai se sentir empolgado todos os dias e dar menos importância a isso é o primeiro passo para diminuir a procrastinação – você não precisa estar com vontade para fazer o que precisa ser feito e é aí que entra o poder da disciplina!

Vença a procrastinação (de vez!) com ajuda da neurociência - SUPERA - Ginástica para o Cérebro

Ainda segundo a especialista, procrastinar é uma decisão momentânea de adiar o que o cérebro está entendendo que será uma “dor”. Já a pausa é necessária para que o cérebro retome a capacidade de pensar e tomar decisões depois de tarefas exigentes. Não adianta insistir em coisas difíceis com a mente cansada, é fisiologicamente impossível. “Aqui vale destacar que o cansaço vem após o uso intenso das suas redes neurais (lendo ou resolvendo um problema), e não depois de passar 3 horas vendo vídeos de gatinhos! Se você diz que está cansado mentalmente após ficar muito tempo distraído, na verdade está só dando desculpas procrastinadoras e aumentando seu nível de ansiedade – tome as rédeas das suas decisões”, alertou.

Procrastinador, eu?

Um dos motivos para adiar algo pode ser o medo do tamanho da tarefa. Quando julgamos que algo é complexo e difícil, acionamos o comportamento de defesa para evitar aquilo. A melhor estratégia nesse caso é dividir essa tarefa grande em partes menores e bem objetivas. Ao fragmentar a tarefa, coloque em uma lista e já comece pela mais simples agora.

Vença a procrastinação (de vez!) com ajuda da neurociência - SUPERA - Ginástica para o Cérebro

Dar “check” na primeira já aumentará a autoconfiança que você conseguirá conclui-la! Outra dica muito útil é usar uma agenda para priorizar o que deve ser concluído em cada dia, colocando aquelas coisas mais “desconfortáveis” no começo do dia.

Todo mundo procrastina, mas nem todo mundo é um procrastinador. Procrastinadores costumam cair 6 tipos de pensamentos, confira se você tem algum deles:

Vença a procrastinação (de vez!) com ajuda da neurociência - SUPERA - Ginástica para o Cérebro
  • “Ninguém manda em mim” (este pensamento tem a ver com uma visão infantilizada de que se pode fazer o que quer);
  • “A vida é curta” (tem a ver com a dependência de sentir prazer em tudo);
  • “Se não for incrível, é horrível” (tem a ver com o medo de falhar, medo do julgamento das pessoas);
  • “Intolerância à incerteza” (tem a ver com o medo de assumir o risco de uma escolha);
  • “Estou sem energia” (tem a ver com a dependência da disposição e da motivação);
  • “Eu não consigo fazer isso” (tem a ver com a falta de confiança nas habilidades, medo de não ter capacidade).

Esses pensamentos fazem com que o cérebro perceba a tarefa como mais desconfortável do que é na realidade. Desta forma, para aliviar esse desconforto a pessoa foge do momento que terá que lidar com a tarefa, usando das mais diversas desculpas.

Vença a procrastinação (de vez!) com ajuda da neurociência - SUPERA - Ginástica para o Cérebro

Como mudar este ciclo

O antídoto para esses pensamentos, segundo Livia Ciacci, neurocientista do SUPERA – Ginástica para o cérebro, são 3: autoconhecimento, planejamento e autocontrole.

“Autoconhecimento para entender quais são seus pontos fortes e fracos, principalmente os fracos, porque se eu sei que não resisto à uma notificação das redes sociais posso tirar o celular de perto quando precisar me concentrar. Planejamento para ter clareza dos motivos que você faz as tarefas que precisa fazer e de cada etapa. Autocontrole para se manter no planejamento mesmo nos dias em que faltar motivação e vontade, implantando a regra do “primeiro o necessário e depois a pausa”, concluiu.

INTERESSANTE, NÃO É MESMO? APROVEITE PARA CONHECER O MÉTODO SUPERA DE PERTO!

Clique aqhttps://bit.ly/Aula-Gratis-Supera-Floripaui e agende uma AULA GRÁTIS.

Acompanhe nossas redes sociais: Instagram | Facebook | Youtube | Linkedin |  Twitter

Publicado em 25.02.2022-Por VmCom Fonte Método Supera