10 neuróbicas para exercitar seu cérebro no dia a dia

10 neuróbicas para exercitar seu cérebro no dia a dia

Eu tenho certeza de que você conhece os benefícios de manter seu corpo ativo e saudável por meio da prática de exercícios físicos. O que talvez muita gente ainda não tenha tomado consciência, é que, assim como o corpo, o cérebro também precisa de preparo.

Exercitar o cérebro é muito importante para garantir que todas as capacidades deste órgão extremamente poderoso possam atuar diariamente para te ajudar a melhorar cada vez mais sua performance em diferentes atividades. Por isso, saber a importância dessa prática e formas de exercitá-lo é cada vez mais importante.

Dentro da gama de ferramentas que ajudam a potencializar as capacidades cerebrais, os exercícios neuróbicos são muito importantes para o desenvolvimento das capacidades cognitivas.

Neste conteúdo, quero te apresentar um pouco mais sobre a importância de exercitar o cérebro, o que é ginástica cerebral, o que são as atividades neuróbicas, quais os benefícios delas e, ainda melhor: te passar uma lista com 10 exercícios que você poderá começar a praticar ainda hoje – logo após ler o conteúdo completo! Aqui você vai ver:

Continue a leitura!

Qual a importância de exercitar o cérebro?

Um corpo saudável é mantido por meio da prática de exercícios físicos, que impactam diretamente na performance física de cada um. Mas também é muito importante lembrar que o seu cérebro também precisa se manter “em forma” para fortalecer suas habilidades cognitivas que impactam diretamente na capacidade deconcentração, memória e raciocínio.

Exercitar o cérebro é importante para aumentar e fortalecer as conexões químicas entre os neurotransmissores que acontecem dentro dele e que auxiliam, diariamente, na performance durante a execução de tarefas em casa, nos estudos e no trabalho.

Com atividades repetitivas, que são feitas muitas vezes à exaustão todos os dias, o cérebro tende a ficar apenas nazona de conforto– aqui, é importante frisar que a zona de conforto não é, necessariamente, uma coisa ruim; pois isso significa que o cérebro já está condicionado e treinado para resolver essas questões mais triviais – e não ter suas capacidades totais exploradas de maneira que novas coisas sejam aprendidas mais rapidamente.

O cérebro humano possui bilhões de neurônios – de acordo com estudos recentes, o número chega a 86 bilhões. E eles precisam se comunicar o tempo todo entre si para oferecer respostas às situações nas quais as pessoas são expostas em diferentes momentos.

Praticar atividades estimulantes para o cérebro é muito importante para o funcionamento do processo de comunicação entre os neurônios, que é feito por meio de trocas químicas realizadas pelos neurotransmissores e transmite diferentes sinais para o cérebro com o objetivo de oferecer “soluções” para os estímulos recebidos pelo ambiente.  

A ideia de exercitar o cérebro é aumentar o potencial do órgão para ter cada vez mais habilidade e melhorar a reserva cognitiva, ampliando as possibilidades na hora de resolver questões da sua rotina, bem como fortalecer e ampliar suas capacidades cerebrais.

Com o passar do tempo, é normal que o cérebro reduza a capacidade da formar novas sinapses, pois, assim como o corpo e outros órgãos, o cérebro também passa por alterações naturais – e, claro, é preciso lembrar que cada pessoa envelhece de uma forma, assim como as capacidades cerebrais também tem suas particularidades de indivíduo para indivíduo.

Portanto, o mais necessário é compreender a importância de mantê-lo sempre sadio para retardar possíveis alterações negativas e, assim, garantir uma boa qualidade de vida ao longo dos anos.

Com isso, as atividades que estimulam o cérebro se fazem cada vez mais importantes em todas as etapas da vida. É preciso estimular as células nervosas para que o padrão de conexões feitas pelos neurônios seja positivo e passível de adaptação para as diferentes circunstâncias da vida diante dos estímulos recebidos.

Mas… afinal, como exercitar o cérebro?

O que são atividades neuróbicas?

Acredito que, se você chegou até aqui, você já tenha entendido a importância de um cérebro ativo e saudável para a vida das pessoas. E, melhor: quer saber COMO FAZER para exercitar o cérebro.

A ginástica para o cérebro é baseada na premissa de oferecer estímulos com novidade, variedade e desafio crescente para diferentes áreas cerebrais, com o objetivo de ajudá-las a trabalhar integradamente para potencializar tudo o que há de bom dentro dele, além de expandir a possibilidade de cada um aprender novas habilidades.

Neste contexto, podemos apontar a Ginástica Cerebral como importante aliada para fortalecer as conexões feitas no cérebro e, assim, potencializar e desenvolver novas habilidades que são muito importantes para uma vida saudável.

Dentro das atividades que podem ser feitas para estimular positivamente o cérebro, estão as neuróbicas, que ajudam a expor o cérebro a desafios – que podem ser feitos por meio de simples atividades como amarrar os cadarços – que estimulam o cérebro a ir além da zona de conforto e estabelecer novas conexões.

As neuróbicas são, de maneira geral, atividades de estimulação cognitiva que funcionam como “exercícios aeróbicos para o cérebro”, isto é, que incentivam o aumento do potencial cerebral por meio de exercícios que podem ser feitos diariamente.          

Elas ajudam a intensificar a comunicação entre os neurônios, além de potencializar a criação de novas conexões positivas para o cérebro.

A ideia de estimular a prática de atividades denominadas neuróbicas foram cunhadas baseadas nos conceitos do professor de neurobiologia estadunidense Larry Katz e do pesquisador em comunicação Manning Rubin, que defendiam, em seus estudos publicados, a necessidade de praticar atividades que já são feitas cotidianamente de formas diferentes para expor o cérebro a diferentes desafios e, assim, estimulá-lo cada vez mais a encontrar soluções diferenciadas para as tarefas, mantendo-o sempre preparados para enfrentar as variadas tarefas do dia a dia.

  • Escove os dentes com a mão não dominante;
  • Faça um caminho diferente para ir para o trabalho/escola;
  • Vista-se de olhos fechados;
  • Use o relógio de pulso no braço oposto;
  • Tente escrever com a mão não dominante;
  • Faça uma lista mental do que você precisa comprar no mercado;
  • Leia um livro e anote os pontos mais importantes para você;
  • Tente reconhecer os alimentos por meio dos sabores;
  • Ao fim do dia, recapitule mentalmente tudo o que você fez/onde esteve;
  • Tente memorizar as informações em vez de anotá-las.

Como você viu acima, as atividades neuróbicas propõe que as atividades feitas no dia a dia sejam realizadas de modo a estimular o cérebro. Então, para te ajudar a colocá-las no seu dia a dia, preparamos uma lista com 10 atividades neuróbicas práticas para que você possa colocar em prática agora mesmo! Confira:

Na Ginástica Cerebral, as neuróbicassão apenas mais uma das ferramentas utilizadas para melhorar as capacidades cerebrais, mas essas atividades que estão listadas acima são atividades simples que você pode incorporar na sua rotina desde já, e que vão te ajudar bastante a manter uma boa performance no seu dia a dia.

Eu espero que você tenha gostado do conteúdo e se interessado ainda mais para saber como fazer, então, para oferecer todos os estímulos adequados para o seu cérebro e garantir uma vida mais longeva e saudável.

Acompanhe nossas redes sociais: Instagram | Facebook

Quer receber Dicas e Desafios pelo Whatsapp é gratuito. Acesse https://bit.ly/2Y5tWQi

Fonte Método Supera publicado por VM Com 31.03.2021-